Apodi RN

Loading...

quarta-feira, 16 de março de 2011

ARQUEOLOGIA."Relógio arqueológico"

DENDROCRONOLOGIA
Do que se trata:é o método de datação pelos anéis das árvores 
Uso:madeira
Alcance:9 mil anos
Como funciona:o padrão de crescimento das árvores muda com as estações do ano.
Quando se corta uma árvore,é possível ver uma seqüencia de círculos claros e escuros, correspondendo ao verão e ao inverno, um verdadeiro código de barras.
Esse código pode se sobrepor ao de uma árvore mais antiga e assim por diante.
Paleontólogos já foram capazes de reunir uma seqüência ininterrupta de 9 mil anos .
Aí é só comparar os círculos e contar. 
Dá para saber quando uma construção foi erguida olhando a madeira que foi usada nela (ou até em que ano cada parte foi feita). Nos trópicos. as árvores não formam anéis bem distintos. 
CARBONO-14
Do que se trata: quantificação de elementos químicos instáveis 
Uso: papel, madeira, couro, tecidos e ossos 
Alcance: 60mil anos
Como funciona: o elemento carbono-14 é raro.
Ele é formado quando um nêutron colide com um átomo de nitrogênio-14.
ON-14 vira C-14 e passa a integrar moléculas de gás carbônico.
Enquanto vivem, plantas e animais absorvem gás carbônico da atmosfera.
Quando morrem os seres deixam de repor C-14 nos corpos.
Porem, o C-14 é instável e volta a ser N-14.
A queda ocorre a uma taxa constante:
metade do C14 vira N14 em 5600 anos; e por aí vai. 
A diferença entre a quantidade de C-14 de um fóssil é a normal serve para calcular há quanto tempo o animal ou planta morreu.     
  TERMOLUMINESCÊNCIA
Do que se trata: medição da luz emitida por elétrons de argila
Uso: cerâmica
Alcance: 300 mil anos
Como funciona: pequenas quantidades de urânio no solo emite radiação.
essa radiação prende elétrons  nas imperfeições de alguns cristais.
Se o cristal estiver num grão de areia ou argila usado para fazer cerâmica, os elétrons vão ser liberados e emitir luz ao serem cozidos. Depois disso, os cristais estão zerados, ou seja, não possuem mais elétrons presos. A partir daí, a cerâmica passa a acumular elétrons novamente.
Cientistas esquentam uma amostra dessa cerâmica e a quantidade de luz liberada vai dizer quanto tempo o material esteve acumulando elétrons.Aparelhos sensíveis detectam quantidade ínfimas de luz emitida.
POTÁSSIO-ARGÔNICO
Do que se trata: átomos transmorfos permitem datar ancestrais humanos 
Uso: rochas vulcânicas 
Alcance: 100 mil a 4,3 bilhões de anos 
Como funciona: devido a reações no núcleo, átomos de potássio-40 viram argônio-40 sempre a uma mesma velocidade. Essa velocidade é conhecida com precisão. Por causa dessa reação, se uma rocha possui P-40 ela terá A-40. Quando um vulcão entra em erupção, todo o A-40 contido na rocha evapora, sobra apenas P-40. A rocha é zerada. Quando ela esfria, volta a produzir A-40. A proporção entre esses átomos numa rocha pode dizer exatamente quando ela se formou. datando-se as camadas vulcânicas acima e abaixo de um fóssil, é possível determinar  quando o dono daqueles ossos morreu. 




Nenhum comentário: