Apodi RN

Loading...

quinta-feira, 12 de abril de 2012

ERA SÓ O QUE FALTAVA: LAMPIÃO GAY?

  Novo livro sobre Lampião diz que cangaceiro era gay

O livro "Lampião, o Mata Sete" está com o lançamento 

marcado para o dia 1º de dezembro

    Um livro escrito por um juiz aposentado diz que Virgulino Lampião era homossexual e sua mulher, Maria Bonita, era adúltera - a filha do casal seria de outro homem, segundo o escritor Pedro Morais.
"Não sou eu o primeiro a dizer isso, não. O professor Luiz Mott há mais de 30 anos já dizia isso", explica o juiz, dizendo que o cangaceiro namorava com um homem que também se relacionava com Maria Bonita, de nome Luis Pedro.
A biografia aborda também emboscadas, Padre Cícero e o dia a dia dos cangaceiros no sertão até a morte de Lampião, em 1938 - ele, Maria Bonita e Corisco, além de outros do bando, tiveram as cabeças cortadas e exibidas em praça pública.
O livro "Lampião, o Mata Sete" está com lançamento marcado para o dia 1º de dezembro, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Sergipe, mas a família de Lampião conseguiu na quinta-feira uma liminar na 7ª Vara Cível de Aracaju proibindo o lançamento sob pena de multa de até R$ 20 mil. Morais disse que vai recorrer.

Um comentário:

Marina disse...

E daí se ele era isso ou aquilo e Maria Bonita também...O importante é a lenda deixada por eles.